Você está visualizando atualmente Segurança na Telefonia em Nuvem

Segurança na Telefonia em Nuvem

A telefonia em nuvem é uma alternativa às centrais tradicionais, que exigem uma infraestrutura física para o seu funcionamento. Como opera no ambiente virtual, essa tecnologia dispensa as manutenções e aparatos físicos, que demandam gastos expansivos. E, o mais importante, é uma alternativa segura que obedece às determinações da legislação vigente.

As novas tecnologias trouxeram ao mundo empresarial facilidades nos processos de trabalho e segurança no tratamento de dados. Nesse sentido, a telefonia em nuvem se apresenta como uma ótima alternativa às organizações.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para que você conheça mais sobre a segurança da telefonia em nuvem. Continue por aqui e confira!

Mobilidade

Um aspecto positivo da adoção da tecnologia em nuvem é o fato de que o seu sistema pode ser acessado com a utilização de qualquer dispositivo. Isso acaba facilitando a criação de trabalho remoto, acesso à informações sobre chamadas, entre outras tarefas.

Flexibilidade

A flexibilidade é outra vantagem para quem utiliza a telefonia em nuvem. Vejamos um exemplo: quando uma empresa está em desenvolvimento, é comum que o número de clientes também aumente. Nesse contexto, necessariamente, a utilização da telefonia também se expandirá, exigindo-se a inclusão de novos usuários e ramais de atendimento.

Contudo, com a utilização da telefonia em nuvem, esse trabalho será facilmente realizado, não sendo preciso implementar novas estruturas na organização.

Criptografia e adequação à legislação

É importante mencionar que, na telefonia em nuvem, as ligações são transformadas em dados, que, por sua vez, são transmitidos por IP — Protocolo de Internet —, podendo ser codificados, visto que essa tecnologia permite a criptografia de chamadas, tornando-as mais seguras.

Além disso, Ferramentas que trabalham em conjunto com a nuvem proporcionam integração e convergência de dados garantindo um melhor atendimento e obediência à disposição da Lei 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de dados pessoais). Dessa forma, preserva princípios importantes, como transparência, livre acesso, qualidade dos dados, entre outros.

Gostou do nosso artigo? Então, continue por aqui e aprenda sobre a importância da URA de atendimento!